O que vem primeiro: site ou a rede social da sua empresa?

Com a atual ascensão das redes sociais, desde as mais consolidadas empresas no mercado até as que estão se descobrindo ascendentes com aumento de audiência impressionante, ficou muito mais popularizado a prática de criar a presença online por meio de fanpages, perfis, canais de vídeos e etc.

O que vem primeiro: site ou a rede social da sua empresa?

Por esta realidade ser tão próxima do empresário novo no mercado e os custos iniciais parecerem menores, é importante ressaltar que trilhar o caminho inverso de não construir o site e já partir para as fanpages pode ser uma atitude arriscada e imatura.

Vamos citar pontos que justificaram os motivos pelos quais é mais importante seguir a etiqueta e criar seu site antes de partir para as redes sociais.

Impressione, credibilidade é a alma do negócio.

Por conta da grande facilidade de criar uma página nas redes sociais, dar de caras com um perfil de uma empresa não garante a seriedade daquele serviço, nem tampouco deixa claro que aquela empresa atua no mercado de fato. Quando você tem seu site, o seu domínio próprio, seu layout e consta online, fica implícito que aqueles serviços ainda estão ativos, afinal um site custa para estar online e nenhum empresário estaria investindo em um site se o serviço não mais existisse.
Além disso, para criar um site são necessários muitos outros requisitos, documentações, certificações e afins que garantem uma boa estrutura de TI ou investimento na área para sua criação. Vá por mim, seu cliente se sente mais seguro.

Autonomia sobre a sua informação.

Sua empresa não pode ser calada por outra.
Quando você publica na sua página do Facebook uma postagem, mesmo que nas fanpages, as regras de publicação estão na cartilha da rede social. Se o Facebook julgar seu conteúdo contraditório com a política da rede social, sua postagem será suspensa e seu trabalho em produzir um conteúdo foi de água abaixo. Isso pode gerar links quebrados que você não vai se dar conta no futuro, pois torna-se inviável verificar sempre todas as peças publicitárias já veiculadas por e-mails com links para seus leads.

Economia no começo pode ser uma bomba no meio do caminho.

Aparentemente criar uma fanpage é grátis, mas lembre de que para gerenciá-la não é tão grátis assim. Você vai precisar pagar um designer para montar suas artes nos tamanhos apropriados para a rede social e a expansão de audiência orgânica não será suficiente para que suas publicações ganhem destaque e seguidores. Sendo assim, a rede vai custar um serviço de profissional de Social Media para gerenciar as campanhas e medir em quais delas você deve investir verba de impulsionamento, que é uma verbinha marota que o Facebook cobra para espalhar sua campanha na timeline de pessoas que se encaixam no perfil do seu público alvo.
Mas não basta apenas criar as campanhas e adeus – o Facebook, Twitter e Instagram são redes que permitem outros perfis comentarem suas publicações.
Se por um acaso, um spam ou cliente insatisfeito resolve aprontar com comentários ofensivos? Quem deverá notar isso a tempo e gerenciar o conteúdo? E se na melhor das hipóteses seus clientes mandarem mensagem inbox, quem deverá respondê-los em tempo hábil sem que pareça uma fanpage abandonada e serviço sem atenção ao cliente? Pois é.
Custos e custos! Para criar um site, você deve apenas se preocupar com o serviço do web designer e seu programador. Com sorte, é possível encontrar serviços que oferecem os dois passos do seu site no mesmo custo. Seria layout, códigos e hospedagem. De uma vez. Nada de custos mensais.
Serviços de hospedagem possuem contrato de 1 ano. São 12 meses de cabeça fresca.
Seu domínio próprio é sua marca online.
Quando você registra empresatal.com.br, é certeza que ninguém mais terá este mesmo nome para usar em sites e ofertas de serviços. Garante que com aquela assinatura, apenas você atua. Sua empresa é única, forte e personalizada. Sua marca online vai estar nos “arrobas” dos seus e-mails profissionais, como contato@empresatal.com.br, isso não é lindo? Ajuda seus clientes a fixarem com qual empresa fecharam serviço no passado e assim aumenta suas chances de uma segunda solicitação para novos serviços. Só vitórias.

Google na terra e você no SEO.

Trocadilhos à parte, você precisa ter em mente que seu nome está em uma lista imensa de concorrentes que lutam por uma vaguinha ali na primeira página do Google. Ninguém sabe o que habita a segunda página do Google em diante. Terras frias e abandonadas por uma audiência mínima de internautas. Com seu domínio e site, investir quando estiver preparado em um plano de SEO e Analytics pode te ajudar a crescer na audiência e ser topo nas listas de busca com palavras-chaves que você relacionar ao seu site.
Sua cara, suas cores, seu perfil, seu sucesso.
Sites são totalmente personalizáveis! Você faz o que você quiser, com a tecnologia e linguagem de programação que bem entender, sem limitação de layouts e afins. Nenhuma rede social te permite tanta flexibilidade. Sua empresa merece essa oportunidade bônus de fazer a diferença e ganhar o coração do seu cliente (e porque não um espacinho ali nos favoritos do navegador dele também)! Seja único e incrivelmente independente.
Bem, existem mais inúmeros motivos para te mostrar o quanto seu site é importante, mas por enquanto eu te deixo por aqui com este conteúdo breve para ler entre um cafezinho e outro.

Caso tenha dúvida, pode me pedir uma mãozinha.

Manda um e-mail no hello@suzanacarvalho.com.br !

Espero ter ajudado e não fique só por aqui, estude sempre mais.

Bons negócios.

Leave a Comment